A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) suspendeu a comercialização de 35 planos de saúde de sete operadoras para garantir melhorias de atendimentos para os consumidores.

Segundo a diretora de Normas e Habilitação dos Produtos da ANS, Karla Coelho, “Essa é uma medida preventiva, para proteção do consumidor. Não podem entrar novos beneficiários porque, na nossa avaliação, a gente identificou que o número de denúncias e de reclamações dos consumidores ficou acima do esperado para esses planos”.

A medida vale por três meses. Até as operadoras se adequarem às normas e resolverem as principais questões para prestar assistência adequada aos beneficiários, que totalizam em torno de 230 mil vidas. Segundo a diretora da ANS, os clientes das operadoras atingidas não sofrerão nenhuma interrupção na utilização dos planos.

Fonte: Portal Brasil